4

” Quem não tem colírio usa óculos escuros…” Mas e as madeixas? Como convencer seu filho a cortar o cabelo?

principal

Nem sempre foi assim… Sentado no lavatório, seguindo para a cadeira do cabeleireiro, colocando a capa de corte de cabelo. As lágrimas simplesmente inundam meus olhos e permaneço sentada na recepção do salão de beleza, esperando meu lindo menino azul cortar suas madeixas conforme a última tendência.

Diferente da primeira ida ao barbeiro, gritos, choro, vômito e plateia. Eu explicava e sentava com ele na cadeira do barbeiro, iniciávamos bem e acabávamos tirando todo o cabelo para demorar a crescer.  Quando chegávamos em casa, ele ia para o banho e eu me escondia para chorar… Pela impotência, dor de mãe, pena do meu menininho… Pensava vou cortar dormindo, comprei uma tesoura profissional, que nada! Mal conseguia encostar acordava, colocava música, estudava os estágios do sono e cortar uma mecha que fosse era inédito.

Vamos tentar no banho, uma tesourada… Só. E como ouvi uma expressão: cresce feito capim. O papai comprou uma maquina e vai cortar o cabelo para acostumar… Olha filho que lindo o tratorzinho… Ao ligar o guri já estava lá na China. hahhaha

Tem um boneco que cresce cabelo com massa de modelar, amava e brincou muito.

Só uma fase depois dos dois anos vai melhorar ele vai entender que não é um pedaço dele, como dizem os psicólogos… Passa três anos, quatro, cinco, seis… Estava insustentável choviam propostas, subornos, trocas, jeitos e manejos e nada melhorava. Com o pai, com o papai e a mamãe, levando brinquedo, levando os primos, cortando cabelo de todos antes… E parece que nada surtia efeito.

Até que meu irmão Artur (In memoriam) disse-nos: João Pedro é homenzinho e vai junto com o dindo cortar o cabelo e a dinda Josi. Bom pensei, levo até na frente e espero no carro para ouvir os berros. Cinco, dez, quinze minutos eis que surge o trio sorrindo com uma lata de refrigerante e meu amado irmão com dois pirulitos contando que ele tinha pegado para presenteá-lo. Quase enfartei de alegria e os agradeci, pois dali para frente tinha duas pessoas que João Pedro aceitava finalmente cortar o cabelo.

Ir ao barbeiro era uma atividade tradicional para homens realizarem… Então uma vez ao mês os dois seguiam para fazer um corte e depois sentar num bar… hahhaah tomar um refrigerante. Foram dois felizes anos, mas precisávamos testar a troca de profissional e ambiente e de pessoas que o acompanhavam, então seguimos para o salão do Murilo, antes era na barbearia do Rudi. Pessoa que temos grande consideração e de exemplar profissionalismo. Quando vai comigo fica ainda mais agitado, mas corta. Quando sua fiel escudeira e acompanhante terapêutica Scarlati o acompanha tenho até uma pontinha de ciúmes, pois o Murilo já diz: Vamos usar duas ou três máquinas hoje João? Vamos secar o cabelo… Passar uma pasta! Em poucos minutos sai nosso galã esbanjando charme e fico muito agradecida, por estar percebendo e valorizando momentos que antes estavam despercebidos.

É incrível como uma particularidade como o autismo, faz com que passemos a valorizar todos. Percebemos a diferença de atenção, simpatia e a capacidade das pessoas se colocarem no lugar das outras. Que seu filho realizar uma tarefa comum não é tão simples assim e merece um olhar diferenciado e um agradecimento a Deus. Que o barulho de uma máquina de cortar cabelo pode ser apavorante para alguém. E que o grande milagre da vida e de ser feliz está no que deixamos de perceber e sempre tem alguém acreditando e orando para que você nunca desista, afinal pode ser sua única oportunidade do seu filho.

E quando olho para trás percebo muitas e profundas marcas, evoluímos e estes legados o tempo jamais apagará.

Obrigada Artur (in memoriam) pelo tempo e o olhar que nos fez crescer e entender o que é amor!

sequencia

Agradecimento especial ao salão de beleza Murilo Duarte e toda sua equipe pelo carinho, paciência e profissionalismo.

Maneiras para sua ferinha deixar cortar a juba numa boa:

– Sempre utilize uma rotina visual e faça visitas ao salão ou barbeiro de sua preferência acompanhado de seu filho (a);

– Montar uma sequência por foto ou vídeo mostrando ao seu filho o que acontece naquele local;

– Utilize massa de modelar, tem algumas que imitam uma pessoa no barbeiro e o cabelo do boneco cresce… Tem tesourinha, maquinazinha que imitam máquina de corte.

– Ao levar seu filho conhecer certifique-se que não tenha muitas pessoas e seja prontamente atendido;

– A maioria gosta de água então o lavatório é um grande atrativo… Se tolerar espuma então…

– De preferência a pessoas que tem vínculo, preferencialmente evite os pais, por este momento depois vai acontecer o processo normalmente…

– Utilize técnicas de integração sensorial;

– Tenha paciência pode levar tempo, alguns meses ou anos, jamais desista.

Comments

comments

Comments 4

  1. go to website

    I just want to tell you that I’m beginner to blogs and honestly savored your blog. More than likely I’m want to bookmark your site . You absolutely come with really good posts. With thanks for sharing with us your blog site.

  2. http://bit.ly/2hBUZfm

    Hello there, just became aware of your blog through Google, and
    found that it is really informative. I’m gonna watch out for
    brussels. I will appreciate if you continue this in future.
    Numerous people will be benefited from your writing. Cheers!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *